Sua empresa te deixa triste?

Sua empresa te deixa triste?

É muito bom cheirinho de emprego novo. Quando você entra em uma empresa que diz valorizar o funcionário, vê cartazes com fotos de colaboradores, alguns em destaques como o funcionário do mês, por exemplo. Depois de tudo aquilo com você: a crise do desemprego, ficar ansioso quando te chamaram pra entrevista, fazer todos aqueles testes e finalmente ser aprovado depois de várias entrevistas sem sucesso, é maravilhoso!  Nos sentimos úteis de novo, retomamos a nossa autoestima, podemos pagar nossas contas, sermos independentes. Voltar ao mercado é como nascer de você.

O problema é se manter assim daqui pra frente. A motivação é algo tão importante, que muitas vezes não importa se você vive só com um salário mínimo. Você vive feliz no seu trabalho? É bem tratado? É valorizado? Seus direitos são respeitados? Te dão oportunidade de aprender? O quanto você ganha, é só um detalhe.

E a empresa precisa estar ali, te ajudando a te motivar pra você produzir mais e engajar mais clientes. Isso se a empresa não estiver interessada em motivar você, o que existe em muitas por aí, que depositam todo dia 5 o dinheiro na sua conta e o resto do mês esquece que você existe.

Isso é sério, tem muita gente infeliz nas empresas, fazendo um trabalho robótico, forçada a sorrir, as vezes sem condições psicológicas nenhuma pra isso. A máxima de que ninguém deve levar problemas de casa pro trabalho é legítima, mas já pensou em quantas pessoas chegam em casa aborrecidas do trabalho, porque foram desmotivadas, destratadas, cobradas injustamente, fizeram tanto e não tiveram retorno? Não pode levar problema pro trabalho, ok!  mas… pode levar pra casa?

Você já se perguntou o porquê você trabalha tanto, mas seu supervisor não vê isso? Ou que seu supervisor ou gerente dá mais atenção para um certo tipo de funcionário? Quais os critérios que tornam um funcionário ser o destaque da empresa? Não venha me falar que é assiduidade, pontualidade e compromisso com a empresa, isso é o mínimo que se espera de funcionário. Há os dois casos: Ou o seu gerente está reconhecendo alguém que se esforça cada dia para aprender, colabora com todo mundo, sabe de tudo um pouco do seu setor ou… seu gerente está reconhecendo só os amigos ou os funcionários que ele está usando para se promover em cima e, estamos cansados de saber que existem panelinhas nas empresas.

A sua empresa pode está só pregando a missão, objetivos e valores e não está fazendo nada para valorizar de forma justa seus funcionários. Não é bolo e festinhas de confraternização que vão engajar o empregado, mas sim oferecer sempre apoio a ele. O colaborador vai precisar de ajuda, vai querer aprender mais, e a empresa terá que dar ferramentas e oportunidades pra ele crescer e ter uma carreira na empresa. A empresa precisa pensar fora dessa panelinha. Quantos talentos ela não perde por que ela foca em reconhecer o trabalho de dois ou três colaboradores apenas? O problema não é o colaborador se desenvolver e um dia sair da sua empresa e ir para outra, o problema mesmo é ele não se desenvolver e ficar ali direto na sombra do seu supervisor e produzindo sempre o mesmo. O colaborador não é uma máquina que se coloca na tomada, liga e desliga.

A empresa precisa tornar o ambiente organizacional um lugar agradável, afinal, o funcionário vai passar quase metade do seu dia lá dentro. Ao menor sinal de grupinhos, fofocas e nepotismo, isso deve ser tirado da cultura da empresa. Eu sei que isso está muito longe de acontecer, mas se a empresa não cuidar dessas “máquinas” uma hora estarão tão desmotivas que vão enferrujar. E trocar por peças ou máquinas novas vão custar bem mais caro do que se cuidasse delas e fizesse uma boa manutenção.

 

Sobre o autor | Website

Recursos Humanos, Escritor, militante pelas pautas sociais e pai de dois pets. Mande sua crítica ou sugestão para meu EMAIL é só clicar e mandar

Baixe agora nosso aplicativo de vagas de emprego!
Seja avisado sempre que sair uma nova vaga

Clique aqui para Baixar
100% Grátis - Disponível para Android

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!