Afinal, como usar a ética no trabalho?

Afinal, como usar a ética no trabalho?

Você já deve ter visto na internet ou na TV, reportagens sobre empresas multinacionais mais liberais e flexíveis. Algumas disponibilizam até vídeo games, sinucas e ping pong para os colaboradores usufruírem no seu intervalo intrajornada.  Algumas empresas de porte médio são mais flexíveis com os intervalos e até com os horários de saída dos funcionários. Por exemplo, se o colaborador concluir o seu trabalho, ele pode sair mais cedo e compensar essas horas em outro dia que precisar sair mais tarde. Isso varia muito de empresa para empresa. Depende muito das politicas internas que seguem um consenso, desde que siga a Ética da empresa.

Afinal, o que é ética? Ética vem do grego Ethos, que significa seguir uma lei, um senso comum e correto.

Ter ética é ser honesto em qualquer situação. O que significa, algumas vezes, perder dinheiro, status e benefícios que vem de origem duvidosa.

Ser humilde, tolerante e flexível trabalhando em equipe. Ouvindo as pessoas e avaliando a situação sem julgamentos precipitados ou baseados em suposições. É saber dar crédito a quem merece e não aceitar elogios por um trabalho ou projeto que você não participou.

Não importa o quanto o ambiente de trabalho te deixa livre pra fazer o que quiser e pra fazer o seu horário, quem ignora por completo as regras da etiqueta corporativa acaba se destacando pelos motivos errados. E eu sei que você não quer ser lembrado pelo seu mau comportamento.

A pontualidade no trabalho é uma característica muito valorizada no mundo corporativo. No dia-a-dia, se você sabe que vai chegar
atrasado no trabalho, mande mensagem ou ligue e fale diretamente com o seu superior. Não deixe ele ser o último a saber do seu atraso. Evite chegar atrasado principalmente em dia de reunião. Além de irritar quem chegou na hora, sua imagem fica péssima.

Conselho de amigo: afaste-se das fofocas! Só o fato de prestar atenção nelas pode lhe dar a fama de fofoqueiro. Eu sempre falo em minhas aulas: Quem fala mau dos outros pra você, um dia vai falar mau de você para os outros.

Você é a sua marca! E a sua imagem pessoal está atrelado à ética e poucos dão o seu devido valor. Apesar das empresas estarem diferentes e mais flexíveis, não significa que o seu comportamento pode ser de qualquer maneira. Primeiro, analise o contexto da sua empresa, use as roupas apropriadas, e aprenda que não é só o que você fala as pessoas, mas também como você fala e o tom da sua voz.

Lembre-se: Um bom currículo vai te ajudar a entrar numa empresa, mas um mau comportamento vai te tirar dela.

Use essas informações ao seu favor. Nos vemos no próximo artigo.

Sobre o autor | Website

Graduado em Recursos Humanos e pós em Psicologia Organizacional. É Consultor de Encaminhamento da Escola de cursos Brasil.com. Colunista do site portalvagas.com. Administra grupos de Profissionais que amam desenvolver pessoas. Ministra palestras e lives sobre empregabilidade, diversidade, inclusão e sustentabilidade. Possui um canal no YouTube chamado “Leandro Que Lute”. Cofundador do primeiro folhetim regional da cidade de Quixeramobim, chamado Uruquê Semanal. Já foi locutor na Rádio Difusora Cristal de Quixeramobim, entre os anos de 2011 a 2015. Mande sua crítica ou sugestão para meu EMAIL é só clicar e mandar

Baixe agora nosso aplicativo de vagas de emprego! Seja avisado sempre que sair uma nova vaga

Clique aqui para Baixar
100% Grátis - Disponível para Android

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!